Biografia

Fotografia do Autor

Luís Manuel de Araújo

LUÍS MANUEL DE ARAÚJO é doutorado em Letras (História e Cultura Pré-clássica) pela Universidade de Lisboa, onde fez a agregação em 2008, sendo licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, com estágio de pós-graduação em Egiptologia na Faculdade de Arqueologia da Universidade do Cairo. É professor da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, no Departamento de História (Instituto Oriental) e investigador do Centro de História da mesma Universidade. É presidente do Grupo de Amigos do Museu Nacional de Arqueologia, secretário da Associação Portuguesa de Orientalismo, secretário-geral da Associação Cultural de Amizade Portugal-Egipto, membro grão-louvado da Confraria Queirosiana, cuja Revista de Portugal dirige, e membro da Academia Portuguesa da História, Associação Portuguesa de Escritores, Associação dos Arqueólogos Portugueses, Associação Portuguesa de Museologia, Sociedade de Geografia de Lisboa, Associação Internacional de Paremiologia, Associação Internacional de Egiptólogos, Conselho Internacional dos Museus e Comité Internacional para a Egiptologia (CIPEG), Diretor do Dicionário do Antigo Egipto (2001), e colaborador para revisões científicas de textos egiptológicos para várias editoras. Foi comissário científico da exposição de antiguidades egípcias do Museu Nacional de Arqueologia (1993) e do Museu de História Natural da Universidade do Porto (2011), e assessor científico de várias exposições, tendo procedido ao estudo das coleções egípcias públicas e privadas existentes em Portugal. Participa regularmente em congressos, encontros, seminários e jornadas arqueológicas, tendo apresentado mais de cem conferências em Portugal e três no estrangeiro. Conduz anualmente visitas de estudo ao Egito desde 2000 e tem regido vários cursos em diversas instituições, sobre arte, religião, literatura, topografia cultural e escrita hieroglífica. Além de mais de trezentos artigos de temática egiptológica e queirosiana, entradas de dicionários e recensões em diversas revistas de especialidade e de divulgação, publicou dezasseis livros, alguns dos quais esgotados.