autores          
Francisco  Nicholson Francisco Nicholson

Francisco Nicholson começou a fazer teatro, com 14 anos, no antigo Liceu Camões. Fez estudos em Paris, frequentando a Academia Charles Dullin, do Théatre Nacional Populaire. Fez parte dos elencos da Companhia Nacional de Teatro e do Teatro Estúdio de Lisboa. Raul Solnado convidou-o para inaugurar o Teatro Villaret, integrando o elenco da peça O Inspector Geral, de Nicolau Gogol. Mas foi no Teatro ABC que se popularizou com o teatro de revista. Tendo-se estreado com O Gesto é Tudo, é com Bikini que se afirma como autor, actor e encenador. Depois, no Teatro Monumental, dirige e interpreta o musicado Férias em Lisboa. Regressa ao ABC com É o Fim da Macacada, que escreve (com Gonçalves Preto e Rolo Duarte) e encena, Pró Menino e Prá Menina e Tudo a Nu, em que é um dos autores, intérprete e encenador. E é, precisamente, Tudo a Nu que está em cena, com grande êxito, no Teatro ABC no dia 25 de Abril de 1974. Foi um dos impulsionadores (fundadores) do Teatro adoque, que revolucionou o conceito do Teatro de Revista. Na televisão, dá-se a conhecer com Riso e Ritmo (1964), programa em que foi autor, actor e produtor (com Armando Cortez e José Mensurado). Dirigiu e interpretou vários programas como O Canto Alegre. Foi o autor de Vila Faia, a primeira telenovela portuguesa. Foi também autor de outras novelas e séries para televisão, como Origens (1983), Cinzas (1992), Os Lobos (1998), Ajuste de Contas (2000), Ganância (2001), O Olhar da Serpente (2002), entre outras. Em cinema, assina os guiões dos filmes Operação Dinamite (1967) e Bonança & Cª (1969) de Pedro Martins. Na imprensa, colaborou no suplemento A Mosca do Diário de Lisboa e em A Bola, Diário Popular, Capital, Jornal de Notícias, Norte Desportivo, Revista R&T. Entre alguns prémios conquistados foi distinguido com a “medalha de ouro de mérito cultural” atribuída pela Câmara Municipal de Lisboa. Também foi galardoado pela autarquia de Oeiras.


Obras já publicadas pelo autor

Os mortos não dão autógrafos
 
agenda

24 novembro, 19h - Apresentação – Podes ser Tudo, de Ruben Rua, na Fnac do Chiado

26 novembro, 17h - Apresentação – Podes ser Tudo, de Ruben Rua, na Fnac do Norteshopping

26 novembro, 17h - Apresentação – Ama-te Nível 2, Assumir a Alma, de Gustavo Santos, na Fnac do Gaia Shopping

2 dezembro, 18h - Sessão de Autógrafos – Podes ser Tudo, de Ruben Rua, no El Corte Inglés de Gaia

3 dezembro, 11h30 - Sessão de Autógrafos – Podes ser Tudo, de Ruben Rua, no Continente de Guimarães

3 dezembro, 17h - Sessão de Autógrafos – Podes ser Tudo, de Ruben Rua, na Fnac de Braga

10 dezembro, 16h - Apresentação – Ama-te Nível 2, Assumir a Alma, de Gustavo Santos, na Fnac da Madeira

10 dezembro, 16h30 - Sessão de Autógrafos – Podes ser Tudo, de Ruben Rua, na Bertrand do Fórum Aveiro

11 dezembro, 16h30 - Sessão de Autógrafos – Podes ser Tudo, de Ruben Rua, na Bertrand do Alma Shopping em Coimbra

11 dezembro, 17h30 - Apresentação – Ama-te Nível 2, Assumir a Alma, de Gustavo Santos, na Fnac do Oeiras Parque

13 dezembro, 18h30 - Apresentação – Os Pobres, de Maria Filomena Mónica, na Livraria Férin, em Lisboa

17 dezembro, 17h - Apresentação – Ama-te Nível 2, Assumir a Alma, de Gustavo Santos, na Fnac de Santa Catarina, Porto

17 dezembro, 21h30 - Apresentação – Ama-te Nível 2, Assumir a Alma, de Gustavo Santos, na Fnac do Mar Shopping, Matosinhos

18 dezembro, 16h - Apresentação – Ama-te Nível 2, Assumir a Alma, de Gustavo Santos, na Fnac de Coimbra

18 dezembro, 16h - Apresentação – A Rainha Santa, de Isabel Machado, na Fnac de Cascais


pesquisa