autores          
Miriam  Assor Miriam Assor

Miriam Assor nasceu em Lisboa a 13 de Junho de 1966, no seio de uma família judaica ortodoxa. Uma visita aos campos de concentração nazis, em 1985, fá‐la trocar o curso de Psicologia Aplicada e a cidade pela vida comunitária dos kibbutz e pelo voluntariado, em Israel. Regressa após dois anos e meio e licencia‐se. Simultaneamente cursa Comunicação no Instituto de Aperfeiçoamento Acelerado. Prefere não exercer nenhum dos diplomas e ingressa na companhia aérea El Al, onde trabalha durante uma década. Enquanto a rotina assentava no verbo viajar, publica, em 1997, Libi, um livro de poemas. Doze meses volvidos, a escrita voa muito mais alto que os aviões. Torna‐se cronista da grande escola de humanismo que foi o semanário O Independente. Desde esse passo, a escrita teima e insiste, e, em 1999, edita Sentidos. Coordena, em 2001, Luz, em homenagem póstuma ao seu pai, Abraham Assor, rabino da Comunidade Israelita de Lisboa durante cinquenta anos. Em 2003 coordena a obra Gueto de Varsóvia e na sequência deste tema é comissária de duas exposições, coincidindo a última, em 2005, com a exposição documental alusiva à vida de Aristides de Sousa Mendes, Registos para a Liberdade, na Casa do Registo, em Lisboa. Crónicas de Táxis (2008) é uma compilação de crónicas publicadas na revista Domingo, publicada pela CSantos VP (concessionário Mercedes). Em Abril de 2009 publica Aristides de Sousa Mendes, Um Justo Contra a Corrente, Guerra e Paz Editores, que marcou indelevelmente a investigação sobre uma das mais generosas personalidades do século XX português. Para a Presselivre escreveu, entre outras obras, Sá Carneiro (2010) e Viagem aos Segredos da Maçonaria (2012) - obras distribuídas pelo jornal Correio da Manhã. Em Julho de 2013, editado pelos Livros d'Hoje, saiu de sua autoria Jorge Jesus, o Treinador que Mantém a Chama Acesa. Actualmente é jornalista freelancer.

Obras já publicadas pelo autor

Judeus ilustres de Portugal
 
agenda

22 de maio, 18h30 - Apresentação de Um Jardim Dentro de Casa de Teresa Chambel. El Corte Inglés. Porto

23 de maio, 18h30 - Lançamento de Os Combatentes Portugueses do Estado Islâmico de Nuno Tiago Pinto. Apresentação por Carlos Daniel. Fnac MarShopping

02 de junho, 18h30 - Lançamento de As Mulheres que fizeram Roma de Carla Quevedo. Apresentação por José Diogo Quintela. Livraria Buchholz

03 de junho, 18h30 - Apresentação de Coaching para Pais de Cristina Valente. Biblioteca Municipal de Alcobaça

04 de junho, 18h30 - Lançamento de A Minha Prisão de Isaltino Morais. Auditório da Faculdade de Direito

07 de junho, 16h00 - Sessão de autógrafos com Isaltino Morais. Continente de Oeiras parque

08 de junho, 18h30 - Lançamento de O Que Vejo e Não esqueço de Catarina Furtado. Restaurante Zambeze. Apresentação por Diogo Infante e Carminho. Participação especial de Lúcia Moniz.

09 de junho, 18h30 - Apresentação de A Minha Prisão de Isaltino Morais. Fnac do Colombo

11 de junho, 18h30 - Apresentação de A Minha Prisão de Isaltino Morais. Fnac do Oeiras Parque

16 de Junho, 18h30 - Apresentação de Confissões de Uma Mulher Madura  de Maria Elisa Domingues. Apresentação por Gabriela Canavilhas e Fernando Dacosta. El Corte Inglés.


pesquisa